Lembra aquela manhã
Em que fomos pro jardim
Caçar borboletas?
Nos perdemos entre as flores
Mergulhamos em amores
E nenhum inseto

Quem me dera poder voltar no tempo
Sem mudar nenhum detalhe

Lembra aquela tarde
Em que fomos pra praia
E vimos o sol se pôr?
Ah! Como eu queria que fosse eterno
Mas não foi e o sol se foi

Quem me dera poder voltar no tempo
E viver de novo cada momento
Sentir a brisa tocar os meus cabelos
Levando embora todos os meus pesadelos

Lembra aquela noite
Em que fomos pra varanda
Contar estrelas?
Entre papos e abraços
Esquecemos os astros
Brilhamos mais que a lua!

Quem me dera poder voltar no tempo
E viver de novo cada momento
Sem mudar nenhum detalhe.

1 comentários:

alfabeta disse...

Minha mini-poeta, mais lindos versos!
A infância passa, não dá para voltar no tempo, mas é possível lembrar com saudosismo, beijos!

Postar um comentário